Podia ter sido em outro dia “qualquer”, afinal o dia da Mulher é todos os dias, mas não é todos os dias que tenho o privilégio de me sentar com mulheres tão únicas, tão maravilhosas e comemorar, de facto, a bênção de ser mulher.

Dia da mulher no Cenif Amadora

Assim foi, e nos sentámos mais uma vez, em roda, num espirito de igualdade que tanto nos faz falta nestes dias. Assim nos sentámos de coração aberto e palavras sinceras.

Continuo a surpreender-me a cada círculo com a generosidade destas mulheres, que equilibram uma vida social extremamente exigente nas suas inúmeras facetas com a necessidade de Estar e Ser.

Eu sei e elas também sabem que ali em círculo estão a regressar a casa, à sua essência, e ali trabalhamos para nos conectarmos, para acreditarmos na nossa intuição e no nosso coração. E ali é o sítio certo isso. E nós mulheres somos perfeitas como somos, e fazemos o melhor que podemos em todas as situações da nossa vida.

Por isso desejo a todas as mulheres que encontrem o seu caminho de regresso a casa, que o façam acompanhadas porque é tão mais fácil seguirmos juntas.

Mulher, eu sinto-te, honro-te, e eu me reconheço em ti.

Assim seja, assim é!

Com amor,

Cláudia