Na etapa final do ano lectivo 2018/2019, fui convidada pela Escola Secundária de Latino Coelho de Lamego, na disciplina de Filosofia a falar sobre “Reiki como filosofia de vida”, aplicando também técnicas de relaxamento e meditações para os alunos de secundário que iriam realizar exames. Uma experiência muito produtiva que trouxe com ela algo mais inesperado! Uma vez que o professor que me convidou dava formação no Estabelecimento Prisional de Lamego (EPL), surgiu a ideia de realizar uma actividade do género, tendo em conta a parceria existente entre esta escola secundária e o estabelecimento prisional.

Decidi abraçar esta oportunidade, o lugar era improvável, mas com a certeza de que levar até lá o Reiki seria uma experiência incrível e realmente enriquecedora para ambas as partes, com certeza de que seria uma novidade para os reclusos.

O EPL é apenas masculino, o que me levou a ponderar bem que tipo de actividades levar até este público, para que fossem bem aceites e existisse colaboração. O professor responsável ter-me-ia pedido, a título de sugestão, que realizasse mais actividades práticas. E o Reiki é prático, é sentir…

E chegou o dia, lá fui eu de “armas e bagagens” passar por todos os requisitos que uma entrada num estabelecimento prisional exige, nesse momento tive a sensação de que era de facto um lugar improvável, não tinha noção da exigência de procedimentos. Fui muito bem recebida pelos colaboradores e pela directora, assim como pelos formadores responsáveis pela disciplina onde iria realizar a actividade. Depois de passar por uma série de portas e corredores

chegamos à sala onde iria decorrer a actividade, tudo cuidadosamente preparado como eu havia sugerido, sala em forma de U .

O Sr guarda prisional que nos acompanhou, foi por fim buscar os reclusos que iriam participar na actividade, eram cerca de 15 homens de várias faixas etárias.

Foram chegando à sala, um a um, uns cumprimentavam, outros não, foram-se sentando nos seus lugares, aparentemente bastante apreensivos com o que afinal eu estaria ali a fazer, porém muito curiosos! Calmamente, aguardei que todos chegassem e se sentassem nos seus lugares.

Fizemos as respectivas apresentações e decidi fazer uma avaliação de pré-requisitos…nenhum deles tinha noção do que era Reiki e do que se iria passar! Como disse inicialmente ter-me-iam sugerido que fosse uma apresentação mais prática, mas sem conhecimento algum seria mais complicado!

Fui introduzindo o tema, falando sobre o Reiki, a sua filosofia de vida, os cinco princípios, sobre chakras, fiquei muito surpresa quando verifiquei que estavam todos muito atentos e envolvidos! Senti-me grata!

Depois desta breve explicação passamos à parte prática. Sugeri que fechassem os olhos para que fosse mais fácil sentir. Alguns não estavam confortáveis com a ideia, mas aos poucos verifiquei que estavam todos focados nas actividades, que estavam totalmente envolvidos na meditação, senti uma energia tão boa, senti que por momentos eles não estiveram ali naquela sala, que tiveram a possibilidade de voar até dentro deles. Posteriormente o feedback foi exactamente esse, estavam profundamente admirados com a experiência de olhar para o seu ser, o seu coração, onde a mente os poderia levar…e o que o afecto lhes poderia trazer!

Absorveram tudo de uma maneira tão profunda! Senti-me tão grata…
Quando terminei senti que estavam todos mais calmos e introspectivos, mais leves e felizes

por encontrarem o seu verdadeiro eu…

Depois de me falarem do que sentiram, a pergunta foi quase unânime “ Quando volta cá novamente?”, “ Temos tempo que chegue para fazer isto diariamente!”, “Gostamos… adoramos…” e agradeceram muito de uma forma surpreendentemente sincera!

Agradeceram ainda por me ter lembrado de ir aquele lugar, por me ter lembrado de lhes levar tamanha experiência, de me ter lembrado deles…

Agradeci-lhes pelo público maravilhoso que foram, pela participação e pela entrega àquele momento!

Foi sem dúvida das melhores experiências da minha vida, sinto-me privilegiada por poder vivenciá-la de uma forma tão intensa e envolvente!

Posso confidenciar…sou tão mais rica depois de uma experiência como esta, tão mais cheia de tudo, que dificilmente encontraria tamanha gratidão num outro lugar… não há forma de classificar o que vivi e o que senti…

Resta-me apenas agradecer por aquele grupo, pela oportunidade, pela experiência e pelo impacto que o reiki causou naquele momento neles e em mim!

Grata ao Universo por tamanha dádiva!

Lara Melo Botelho Fotos cedidas pelo EPL