Desde os anos setenta que o burnout e o stress têm vindo a ser reconhecido como um problema individual e social, porque afeta o equilíbrio físico e psicológico do indivíduo a nível profissional e social. Estas duas problemáticas comprometem a relação profissional/cliente, o desenvolvimento e empenho do profissional no trabalho e a diminuição na qualidade do trabalho prestado. Os custos sociais destes fenómenos vão para além do âmbito individual, afetam a prática profissional, os serviços onde são desenvolvidas estas práticas e, mais diretamente os clientes das respostas sociais.Somente nos últimos tempos é que começou a surgir a preocupação com a formação específica dos cuidadores, porém a maioria dos recursos humanos existentes nas Instituições não tiveram esta formação prévia. É notório que as Instituições têm movido esforços para a promover e disponibilizar junto dos seus colaboradores formações e estratégias para que estes possam viabilizar estas competências e conhecimentos exigidos para o desempenho da sua função.  O cuidador é uma peça chave fundamental na promoção da qualidade e da dignidade de vida da pessoa com situação de deficiência e/ou incapacidade. Este papel não é uma tarefa fácil, e cada vez mais está acompanhada de dificuldades já existentes na atividade de cuidar.

A nossa proposta

A formação em Reiki e Técnicas de Meditação e Relaxamento propõe um processo de autoconhecimento e desenvolvimento humano, baseado nesta terapia complementar e filosofia de vida, bem como um conjunto de técnicas vivenciais cujo objetivo é resgatar a autorregulação orgânica e ampliar a competência emocional. A partir da formação de Reiki e técnicas de meditação e relaxamento, pretende-se apoiar todos os cuidadores e técnicos de equipas a alcançar o equilíbrio e bem-estar, gerir as emoções, alívio de stress, incremento da autoestima e inter-relacionamento positivo.

A formação de Reiki e suas técnicas promove também a recuperação desse potencial de conexão e cooperação. Trabalhamos, portanto, em dois níveis: um primeiro nível de conexão consigo que proporciona reorganização de processos orgânicos; e um segundo nível de conexão com o outro que amplia as possibilidades de comunicação, cooperação e trabalho em equipa.

 

Este trabalho, ao mesmo tempo, fortalece o equilíbrio orgânico e integra o desenvolvimento da inteligência emocional e afetiva para melhorar as relações humanas.

Resumindo, com este projeto apresentado pelo Cenif, junto da equipa do Plano A PE projeto de intervenção social dirigido prioritariamente a crianças e jovens residentes em contextos socioeconómicos mais vulneráveis, sendo a Fraterna a entidade promotora e o Programa Escolhas a entidade financiadora – pretende-se que os colaboradores através do Reiki e Técnicas de Meditação e Relaxamento no grupo possam:

  • Mobilizar integralmente o seu potencial (pensar, sentir e agir)
  • Fortalecer a autoestima e estimular a criatividade
  • Reabilitar as relações interpessoais e intergrupais
  • Atuar sobre o stress e as doenças psicossomáticas ocasionando a renovação orgânica e uma melhor qualidade de vida pessoal e profissional que se reflete nos excelentes resultados motivacionais e produtividade para a organização

Teresa Barros – Terapeuta/Formadora –  Cenif