De 8 a 10 de dezembro, cerca de vinte pessoas participaram no retiro budista “Aprender a Meditar”, promovido pelo Centro Português de Investigação e Formação em Terapias Complementares (CENIF), na Quinta do Minhoto, em Fornelos.

Segundo Sílvia Oliveira, do CENIF, este foi o primeiro retiro em Portugal inteiramente frequentado por portugueses, alguns fafenses, que aprenderam a meditar com a orientação da mestre budista Miao Di, da Buddha’s Light International Association (BLIA), contando ainda com a presença da supervisora do Templo Fo Guang Shan, sede da Blia em Portugal, Elisa Chuang.

 

“Ao longo de três dias, os intervenientes tiveram oportunidade de aprender e experienciar várias técnicas da meditação Chan, receber ensinamentos do Dharma e partilhar experiências, num cenário idílico, em contacto com os sons da natureza”, descreveu a terapeuta, ao Expresso de Fafe.

Sílvia Oliveira considera que este foi um retiro “bastante enriquecedor, já que os participantes puderam voltar-se um pouco para dentro de si mesmos”, encontrando “uma serenidade nem sempre conseguida na azáfama do dia-a-dia”.

“A atenção plena, o ‘mindfulness’, foi uma constante, quer nas meditações sentadas, quer nas caminhadas meditativas, ou até mesmo na meditação em pé”, conta.

 

A mestre Miao Di partilhou os ensinamentos de Buda “num clima de serenidade e bem-estar” que permitiu ao grupo “retirar variados dividendos da experiência, desde o contacto mais próximo com uma mestre Budista, à prática constante de meditação, convívio com grupo heterogéneo e deleite de deliciosa alimentação vegetariana”.

A terapeuta do CENIF faz um balanço positivo do retiro, revelando que, no final, os participantes já ansiavam por uma nova experiência. “Quem sabe já no próximo ano, pois a prática do silêncio interior foi música deliciosa para as mentes tão acostumadas ao barulho do mundo exterior”, concluiu.

FONTE: Expresso de Fafe